24 C
Rio de Janeiro
terça-feira, julho 23, 2024
CasaColunas:Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Publicado em:

spot_imgspot_img

O TEA (Transtorno do Espectro Autista), é um distúrbio da organização neurológica biológica, identificado por dois domínios:

  • Padrões de comportamento, atividades e interesses restritos e repetitivos
  • Déficits na comunicação e interação social.

Crianças com o TEA demonstram seletividade alimentar geralmente entre 1 ano e seis meses e dois anos, além disso, os modos repetitivos podem se estender para limitação de consistência e categorias alimentares, o que influencia na seletividade alimentar. As crianças com TEA têm maior risco de apresentarem dificuldades alimentares, como a recusa e seletividade de determinados alimentos, disfunções motoras-orais e diversos problemas comportamentais. O fator sensorial é importante no momento da escolha alimentar das crianças com TEA. A seletividade alimentar deve ser trabalhada, pois pode acarretar deficiências nutricionais graves, e dificultar o desenvolvimento da criança, por isso na equipe multidisciplinar é indispensável, a presença de um nutricionista capacitado para oferecer o tratamento nutricional adequado é de grande relevância, tendo em vista que o acompanhamento nutricional auxiliará na apresentação dos alimentos e possível aceitação dos alimentos.

O nutricionista deve encorajar os pais a incluírem na sua rotina alimentos saudáveis em substituição aos processados e ultra processados, e mudar hábitos inadequados os quais têm impacto significativo na saúde geral da criança; a utilização da técnica dietética (forma de preparo dos alimentos aproveitando seu teor nutricional) facilitará muito os pais a se adequarem as mudanças.

Assim, as estratégias nutricionais devem visar à criação de um vínculo entre a criança e o alimento, principalmente aqueles alimentos que a criança apresenta mais aversão.

A suplementação pode se fazer necessária em alguns casos, ómega-3, ácido fólico, vitamina B12, cálcio e vitamina D podem ser utilizadas para melhorar o estado nutricional.

 

 

*** A coluna de hoje foi escrita com a colaboração da Graduanda em nutrição Thais Mynssen.

Comentários

Vinicius Oliveira
Vinicius Oliveira
Nutricionista e Professor - Pós-graduado em nutrição esportiva, Pós-graduado em fitoterapia, Pós-graduado em gestão de alimentação

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Veja mais nas colunas

spot_img