24 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, abril 15, 2024
CasaColunas:Esteatose hepática – A perigosa gordura no fígado

Esteatose hepática – A perigosa gordura no fígado

Publicado em:

spot_imgspot_img

É importante falar que o fígado é um órgão localizado no quadrante superior direito da cavidade abdominal, abaixo do diafragma, sendo um órgão vital responsável por centenas de funções.

A doença hepática gordurosa na maioria das vezes está associada a distúrbios metabólicos e relaciona-se com obesidade, diabetes, hipertensão, colesterol alto, medicamentos e destacando que uma alimentação de péssima qualidade interfere diretamente. Um ponto interessante é que por muita das vezes é uma doença com sintomas silenciosos, sendo muito comum o seu diagnóstico através de exames de rotina. A esteatose hepática pode ter duas classificações, sendo alcoólica e não alcoólica.

No fígado é comum possuir gordura, porém quando esse percentual ultrapassa 5% do peso dele, se torna um problema denominado esteatose hepática, tendo estágios que são grau 1 (leve), grau 2 (moderado), grau 3 (avançado).

A prática regular de atividade física associada a um controle alimentar gera grandes resultados na condição clínica do paciente, ou seja, fazendo com que a melhora ocorra de forma acentuada. A necessidade de profissionais qualificados como de educação física, médico e nutricionista são de extrema significância no tratamento.

Comentários

Vinicius Oliveira
Vinicius Oliveira
Nutricionista e Professor - Pós-graduado em nutrição esportiva, Pós-graduado em fitoterapia, Pós-graduado em gestão de alimentação

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Veja mais nas colunas

spot_img