24 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, março 4, 2024
CasaBaixadaNova IguaçuMaternidade Municipal Mariana Bulhões realiza ação de conscientização à gravidez na adolescência

Maternidade Municipal Mariana Bulhões realiza ação de conscientização à gravidez na adolescência

Data:

Notícias relacionadas

Instituto que ajuda pacientes de câncer sofre com alagamento

O grande temporal que assolou a baixada fluminense alagou...

Banco de Perucas Móvel visita o INCA

Em uma iniciativa que visa transformar o cenário de...

Lady Drive é ativo em Nova Iguaçu

Na última segunda-feira (19) a operação On Demand do...

Plano de Segurança da Prefeitura de Nilópolis para o Carnaval Solidário é um sucesso

Única cidade entre os treze municípios da Baixada Fluminense...
spot_imgspot_img

A cada hora, 44 bebês de mães adolescentes nascem no Brasil, segundo dados do Sistema Único de Saúde (SUS). Em Nova Iguaçu, mais de 1.500 gestantes entre 12 e 18 anos deram à luz na Maternidade Municipal Mariana Bulhões em 2023. Somente em janeiro deste ano, outros 93 partos de mães jovens nesta faixa etária já foram realizados, o que representa 22% dos 420 registrados no mês.

Pensando nisso, as equipes da maternidade realizaram, nesta quarta-feira (1º), uma ação em alusão a “Semana Nacional de Prevenção à Gravidez na Adolescência” e ao “Fevereiro Laranja”, que também aborda o tema, com distribuição de panfletos informativos e kits com preservativos masculinos e femininos para quem passava em frente a unidade, no bairro Moquetá.

O diretor técnico da Maternidade Municipal Mariana Bulhões, Juciney Pacheco, enfatizou a importância da conscientização a gravidez na adolescência:

“A Maternidade Municipal Mariana Bulhões está fazendo um trabalho de conscientização para as adolescentes que chegam grávidas para que, após a gestação, elas sejam orientadas sobre os meios de prevenção. A gravidez na adolescência é de risco para mãe e bebê, por isso é importante a conscientização”.

Enfermeira da maternidade, Vanussa Sales, de 41 anos, viveu a experiência da gravidez na adolescência ao ser mãe aos 17 anos. Ela reforça a importância da orientação e dos métodos de prevenção para que as menores de idade evitem a gestação.

“Sempre ouvi que como fui mãe muito nova, continuaria tendo filhos por causa disso. Mas fui lutando contra esse pensamento, me informando sobre este tema. Hoje, esse meu filho é da área militar e conseguimos vencer todos os obstáculos juntos. Com orientações corretas de prevenção é possível evitar a gravidez na adolescência”.

Já Cristiane Silva, de 37 anos, moradora do bairro da Prata, é mãe da Milena Silva Andrade, de 16 anos, que teve seu filho na Maternidade Municipal Mariana Bulhões na última semana. Ela disse que ações como essa são muito necessárias:

“Essas orientações para mães adolescentes são muito válidas. É importante falar para os adolescentes que eles precisam se prevenir”.

Quando uma adolescente gestante chega à maternidade, ela é acolhida por equipes de assistência social, que notifica ao Conselho Tutelar para que haja acompanhamento da gestação. Essas mães também são encaminhadas às Clínicas da Família ou Unidades Básicas de Saúde para que recebam orientações, principalmente sobre a importância de exames e consultas do pré-natal, já que em muitos casos essa paciente não costuma fazer as consultas médicas de rotina durante a gravidez.

Comentários

Renan Xavier
Renan Xavier
Jornalista, Colunista deste portal, produtor de Rádio e TV e produtor e coordenador de produções na Real Mídia Produtora. Apresentador no Sistema Real de Rádios: Rádio Play, Rádio Mirandela Fm, Rádio Preferida FM, e outras rádio filiais, afiliadas e parceiras na rede. Técnico em TI, audio/ som e sites.

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img