24 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, abril 15, 2024
CasaEditoriasEsporteCom gol no fim, seleção feminina vence na estreia de Arthur Elias

Com gol no fim, seleção feminina vence na estreia de Arthur Elias

Data:

Notícias relacionadas

spot_imgspot_img

A “era” Arthur Elias no comando da seleção feminina de futebol iniciou da melhor forma possível. Neste sábado (28), as brasileiras venceram o Canadá por 1 a 0, em amistoso realizado no Estádio Saputo, em Montreal, casa das adversárias, com gol no fim da partida.

Multicampeão à frente do Corinthians, com cinco títulos brasileiros, quatro da Libertadores, três paulistas, dois da Supercopa do Brasil e um da Copa do Brasil, Arthur escalou uma equipe agressiva, com Luana e Ary Borges compondo o meio-campo e cinco jogadoras ofensivas: Tamires (lateral de ofício, mas que o treinador costuma usar como ponta-esquerda) e Adriana abertas e o trio de ataque formado por Geyse, Marta e Cristiane. As duas últimas, aliás, não atuavam juntas pela seleção há dois anos e meio.

Cristiane, que não era convocada desde 2021, foi uma das novidades do time titular, em comparação ao que empatou sem gols com a Jamaica pela Copa do Mundo deste ano, no último jogo sob comando da técnica sueca Pia Sundhage – o Brasil foi eliminado na primeira fase da competição, realizada na Austrália e na Nova Zelândia. As outras mudanças foram as presenças de Lauren na zaga e de Geyse no ataque. Ambas, no entanto, estiveram entre as convocadas de Pia para o Mundial.

As canadenses até balançaram as redes primeiro, aos 27 minutos do primeiro tempo, em cabeçada de Vanessa Gilles, mas o lance foi anulado por impedimento da zagueira. Quatro minutos depois, o Brasil teve sua melhor oportunidade, com Adriana. A atacante avançou pela direita e chutou cruzando, buscando o ângulo de Kailen Sheridan, mas parou em grande defesa da goleira.

Arthur retornou para o segundo tempo com Gabi Nunes e Debinha nos lugares de Cristiane e Geyse. Aos 13 minutos, Marta deixou o campo, muito aplaudida, para o lugar de Bia Zaneratto. A volante Angelina, aos 23; a atacante Gabi Portilho, aos 35; e a meia Duda Sampaio, já nos acréscimos, ainda entraram nas vagas de Luana, Adriana e Ary Borges, respectivamente.

A seleção melhorou ao longo da etapa final e passou a dominar as ações ofensivas, mas parava em Sheridan, que salvou chances claras de Debinha (duas vezes) e Ary. O Canadá assustou aos 46 minutos, mas a goleira Lelê evitou o gol de Gilles em batida cruzada.

Quando o duelo caminhava para o empate, o Brasil, enfim, venceu Sheridan. Aos 48 minutos, a lateral Antônia retomou a posse na intermediária e encontrou Debinha. A camisa 7 finalizou da entrada da área, a bola desviou duas vezes no caminho e foi para as redes canadenses, decretando a vitória canarinho.

As equipes voltam a se enfrentar nesta terça-feira (31), às 20h30 (horário de Brasília), no Wanderers Stadium, em Halifax, também no Canadá.

— Colaboração de: AGENCIA BRASIL —

Comentários

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img