21.5 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, junho 20, 2024
CasaEditoriasCultura / ArtesAndréa Brêtas utiliza as lentes da câmera para trazer à tona o...

Andréa Brêtas utiliza as lentes da câmera para trazer à tona o tema da Mutilação Genital Feminina em exposição de fotos em preto e branco, de mulheres africanas, em quatro salas dos Correios Niterói RJ

Data:

Notícias relacionadas

spot_imgspot_img

A mostra tem por objetivo provocar o observador e conscientizar sobre o fim à violência contra a mulher, com intervenções no dia 06 de fevereiro (Dia Internacional da Tolerância Zero à MGF) e 08 de março (Dia Internacional da Mulher).

“Eu quero contar a história das mulheres que sofrem violência, sejam elas quem for, pelas lentes da minha câmera, e escolhi as que sofrem mutilação genital feminina (MGF), prática que atinge mais de 200 milhões de mulheres em mais de 90 países no mundo, sendo 29 na África.

A África é um continente que sempre me provocou um enorme fascínio, algo como um pertencimento de outra vida. Quando viajo para fazer fotos, é o único local de onde não sinto vontade de voltar.

Na exposição apresento fotos da Namíbia e do Quênia. Por que? Para criar um contraponto entre o olhar das mulheres de cada país.

Na Namíbia, não há mutilação. Estive lá e fiz fotos incríveis. Quando retornei assisti ao filme “Flor do Deserto” (2009, dirigido por Sherry Hormann), sobre a modelo somali Waris Dirie, que fugiu e em uma entrevista à revista Marie Claire, em 1996, já uma supermodelo internacional no auge da carreira, abriu ao mundo um assunto até então considerado tabu, a MGF.

Então, viajei para o Quênia, onde a prática é realizada, de forma tão gritante, que acreditam que “Só uma mulher cortada é uma boa mulher”. Em Enugu, estado da Nigéria, por exemplo, soube de uma menina de oito dias de nascida que foi batizada e mutilada no mesmo dia.

Então, através das fotos, da diferença de olhares, as pessoas vão notar a diferença entre as expressões das mulheres desses dois países, e certamente vão se deixar tomar por emoções diversas.

Mas o mais importante é a conscientização de que a violência contra a mulher, independente da forma que seja praticada deve ser falada, gritada e mostrada.

Minha verdade são esses olhares em preto e branco. Você é meu convidado a enxergar a razão dessa luta!”.

Foto – Andréa Brêtas.

A fotógrafa e artista plástica Andréa Brêtas apresenta a exposição “Pranto”, onde traz fotos de mulheres africanas em quatro salas do Espaço Cultural Correios Niterói RJ, em preto e branco, para conscientizar sobre a violência contra a mulher, principalmente sobre a MGF – Mutilação Genital Feminina, que, segundo o Unicef, vitimiza, ainda hoje, milhões de mulheres e meninas em todo mundo e que, a cada ano, atinge cerca de três milhões de meninas, antes de completar 15 anos.

A mostra não traz cores porque tem o objetivo de provocar reações e conexões com o observador, mas traz visivelmente o respeito do olhar de Andréa Brêtas e a excelência da curadoria da Tartaglia Arte na escolha de temas de impacto e importância socioculturais.

“Pranto” acontece entre os dias 28 de janeiro e 11 de março de 2023, não por acaso. Desde 2012, a data de 06 de fevereiro foi adotada como o Dia Internacional da Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina, por unanimidade, em votação da Assembleia Geral das Nações Unidas (Resolução 67/146). No dia 08 de março, comemoramos o Dia Internacional da Mulher. Em ambas as datas, Andréa Brêtas estará presente para visita guiada e bate papo com outros profissionais para falar sobre o tema.

O enfrentamento às múltiplas formas de violência contra as mulheres é fundamental para que haja condições mais dignas e justas, lutando pela erradicação, respeito e igualdade. Nos dias 01 e 08 de fevereiro haverá bate-papo com coordenadoras do projeto Empoderadas RJ, de Erica Paes, às 15h, para falarmos sobre prevenção e conscientização, sororidade e acolhimento.

 

Serviço.

 

Exposição: Pranto.

Artista: Andréa Brêtas.

Marchand e assessora da artista: Georgia Nolasco @nolascoge

Abertura: 28 de janeiro de 2023, das 13h às 18h.

Visitação: 28 de janeiro a 11 de março de 2023.

Local: Espaço Cultural Correios Niterói.

Av. Visconde de Rio Branco, 481 – Centro – Niterói/RJ.

Tel: (21) 2503-8550.

De segunda a sexta, das 11h às 18h e sábado, das 13h às 17h.

Entrada: gratuita.

Classificação: livre.

Apoio: Consolato Onorario Italiano – Florianópolis/SC – CIB/SC – Espaço Cultural Correios.

Acesso: Barcas (estação Arariboia), UBER, táxi, ônibus. Do Rio, metrô ou ônibus até a estação Carioca, caminhar até a Estação das Barcas na Praça XV.

O local possui acessibilidade.

Evento gratuito.

Censura livre.

Comentários

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img