24 C
Rio de Janeiro
terça-feira, julho 23, 2024
CasaEditoriasEntretenimento‘Projeto Ecléticos ’lança videoclipes de 18 músicos

‘Projeto Ecléticos ’lança videoclipes de 18 músicos

Data:

Notícias relacionadas

Sesc RJ leva alegria circense a São João de Meriti neste domingo

O espetáculo de circo-teatro infantil Resta 1 se.apresentará, neste...

Faetec oferece 442 vagas para Ensino Superior

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), vinculada...

Burnout materno: conheça os impactos na saúde mental de mães e filhos 

O universo feminino, especialmente o materno, é cheio de...
spot_imgspot_img

Estreia será no canal Araújo Produções, no YouTube, dia 11 de janeiro

Dezoito músicos com estilos diversos, como gospel, rap, trap, pagode e pop rock, participaram do projeto ‘Ecléticos 1: em Casa’, no final do mês de dezembro. Eles gravaram videoclipes individuais com canções que serão lançados no canal da Araújo Produções no YouTube a partir do dia 11 de janeiro de 2023. A produção executiva foi de Kléber Rodrigues, com produção musical de Felipe Araújo, e a seleção dos artistas começou há dois meses.

A primeira temporada do projeto é resultado do Mesquita Music Festival, quando artistas de várias cidades do estado do Rio concorreram na maratona musical realizada pela prefeitura deste munícipio da Baixada Fluminense. Kléber Rodrigues afirmou que os músicos mesquitenses perceberam a necessidade da criação de um produto audiovisual e musical, e daí surgiu a ideia do ‘Ecléticos’.

“É um evento de lançamento de artistas locais, músicos, pessoas que não teriam essa oportunidade. Nessa perspectiva, conseguem ampliar seus horizontes, com a formatação de um produto bacana, que os ajuda a viabilizar sua vida artística, sua carreira. Para nós, enquanto Secretaria de Cultura, é muito importante movimentos desse tipo, consolida Mesquita”, salientou Rodrigues, que é secretário de Cultura da cidade.

Intérprete da canção gospel ‘Você vai vencer’, Esther Marinho era só alegria após as gravações “A emoção dominou meu coração. Fiquei muito contente com o evento e com o resultado do clipe. Apesar do pouco tempo, tudo foi feito com excelência”, analisou ela, que mora em Nova Iguaçu, no bairro Mangueira, canta música evangélica desde os 10 anos e realizou o sonho de gravar o primeiro videoclipe.

Alan Souza também ficou impactado. “É um mix de emoções. Eu não esperava que fosse ser tão bonito como foi. Muitos amigos nossos estavam aqui. Em relação à gravação, foi um processo na correria, muito bem produzido. Vi carinho em todos os instrumentos que foram gravados, os detalhes. Estou muito grato a Deus pela oportunidade e com as grandes expectativas que estão por vir”, garantiu o cantor, também cria de Nova Iguaçu e do segmento gospel, mas que já está no segundo videoclipe.

Apesar de ter vindo de Belém do Pará há 20 anos, trabalhar com música há 12 e já contar com dois DVDs e três CDs de estúdio, o paraense Ruazin nunca tinha conseguido gravar um videoclipe. “Foi uma parada que nunca tive oportunidade porque na Baixada Fluminense não tem muito investimento. Foi um bagulho muito mágico. Eu cheguei no estúdio, vi aquele ambiente todo certinho, pensei: caraca, estou no lugar certo, é isso que eu quero fazer”, comemorou ele, lembrando que chorou quando ouviu a própria canção, o pagode Recomeço.

O jovem Emanuel Sant fez a direção audiovisual do projeto e lembra que as gravações duraram três semanas ininterruptas. “Foram três semanas direto gravando, sem dormir, tentando criar ideias para a semana seguinte, e na última semana a gente ficou a semana inteira dormindo no estúdio para editar esses clipes que todo mundo viu hoje. Acho que as palavras de hoje foram loucura e diversão”, ressaltou Sant, que tem Yuri Veriato e Marina Maux como fiéis escudeiros.

“Tive o privilégio enorme de poder estar trabalhando com os amigos e eu digo que esse trabalho foi um teste de criatividade, porque a gente recebeu a música no ato. O nosso processo criativo foi muito no feeling, nossa criatividade serve pro nosso amadurecimento enquanto artista. Só tenho gratidão pelo projeto”, garantiu Veriato, responsável pela cenografia e pela iluminação, enquanto Marina Maux foi o still, o fotógrafo que registra o making of do filme e das cenas para divulgação e interesse da obra.

Artistas e suas canções

Alan Souza – O peso da glória
Carla Saar – Eu sou Jeová
Cris Soares – Faz acontecer
Débora Fonseca – Novo nascimento
Edu Gomes – Profeta Barrabás
Emivezin – Desabafo das ruas
Esther Marinho – Você vai vencer
Fabiana Fraga – Trovão (cover)
HDK – Vampira
JN BxDeus – Pele preta
Josias Fonseca – Poderoso Deus
Kiel MC – Doces ou Travessuras
Lemonza – Como tudo acabou?
Lorena Tonon – Reino de justiça e paz
Marina Lopez – Haja luz
Max Oliver – Lugar distante
Ruazin – Recomeço
Yolan – Nosso Amor

Ficha técnica:
Produção executiva –
Kléber Rodrigues
Felipe Araújo
Produção musical –
Felipe Araújo
Direção Audiovisual –
Emanuel Sant
Cenografia e iluminação –
Yuri Veriato
Assistente de produção musical –
Lúcio Perpétuos
Still –
Marina Maux
Edição –
Guilherme Leopoldo

Serviço:
Projeto ‘Os Ecléticos 1: em casa’
Lançamento: 11 de janeiro de 2023, no canal Araújo Produções, YouTube

Comentários

Renan Xavier
Renan Xavier
Jornalista, Colunista deste portal, produtor de Rádio e TV e produtor e coordenador de produções na Real Mídia Produtora. Apresentador no Sistema Real de Rádios: Rádio Play, Rádio Mirandela Fm, Rádio Preferida FM, e outras rádio filiais, afiliadas e parceiras na rede. Técnico em TI, audio/ som e sites.

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img