24 C
Rio de Janeiro
terça-feira, julho 23, 2024
CasaNotíciasRio de JaneiroOutubro Rosa – a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do...

Outubro Rosa – a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero

Data:

Notícias relacionadas

Projeto Heróis do Amor realiza jantar beneficente no Rio

Chamado “girassóis”, os voluntários da Associação Heróis do Amor...

O novo Hospital JK será inaugurado dia 21 de agosto em Nilópolis

Prestes a completar seus 77 anos de emancipação, Nilópolis...

Inverno x alergias: cuidados redobrados com a limpeza dos brinquedos das crianças

  O inverno chegou trazendo temperaturas mais baixas e mudanças bruscas...

Bangu Shopping promove campanha de doação de sangue em parceria com Hemorio

No dia 19 de julho, sexta-feira, o Bangu Shopping,...

Burnout materno: conheça os impactos na saúde mental de mães e filhos 

O universo feminino, especialmente o materno, é cheio de...
spot_imgspot_img

O movimento Outubro Rosa é destacado todos os anos, em nível mundial, desde a década de 90, como um dos mais importantes alertas para a saúde da mulher. É um mês de ações afirmativas com o intuito de prevenir e diagnosticar, precocemente, o câncer de mama e mais recentemente, o câncer de colo de útero. A campanha proporciona informações esclarecedoras sobre a doença, a conscientização, a importância da prevenção e de tratamento para contribuir com a redução de mortalidade.

De acordo com o INCA, Instituto Nacional de Câncer, o câncer de mama é a primeira causa de morte na população feminina em todas as regiões do Brasil, exceto na região Norte, onde o câncer do colo do útero ocupa essa posição. A taxa de mortalidade por câncer de mama, ajustada pela população mundial, foi 11,84 óbitos/100.000 mulheres, em 2020, com as maiores taxas nas regiões Sudeste e Sul, com 12,64 e 12,79 óbitos/100.000 mulheres, respectivamente (INCA/ 2022).

No mês de Outubro, a clínica geral Maria Raris, chama a atenção para os cuidados importantes para evitar a doença como a necessidade de ter uma alimentação saudável, praticar atividade física com regularidade, evitar o tabagismo e a bebida alcoólica, e ainda sugere que a mulher evite o excesso de consumo de carne vermelha, por possuir alto teor de gordura saturada. Isso aumenta a ingestão calórica contribuindo para o ganho de peso e pode ser associada ao câncer de mama. A Drª. ressalta também que cerca de 10% dos casos de câncer de mama estão ligados a mutações genéticas hereditárias.

“Hoje é possível detectar essas mutações através da análise genética e também com alguns marcadores sanguíneos, mas que não costumam ser utilizados para diagnóstico. É necessário associar ao quadro clínico da pessoa e fazer o acompanhamento pelo meio de exames preventivos, mamografia a partir dos 40 anos, a ultrassonografia de mama e o autoexame. No caso do câncer de colo de útero, existem vacinas disponíveis à população e podem ser aplicadas para evitar a doença.” – relata Maria Raris.

Uma forma importante de prevenir é fazendo o autoexame, que está ao alcance das mãos e qualquer mulher pode fazer. Ele auxilia muito no diagnóstico precoce, porém existem também outras opções como a mamografia, a ultrassonografia de mama para complementar, a ressonância magnética, e por último a biópsia. Mas em casos de vermelhidão, deformidade, coceira no local, mamilo apresentando secreção, é preciso buscar orientação médica imediatamente.

Importante dizer que o tratamento da doença depende do quadro clínico da paciente, das áreas invadidas e do tipo de câncer, podendo variar entre quimioterapia, radioterapia, cirurgia, hormonioterapia, e/ou terapia biológica.

 

Instagram: @dramariadanovararis

 

Comentários

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img