32 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, fevereiro 22, 2024
CasaRegião MetropolitanaBaixadaMônica Valéria Merkt finalista do Prêmio Melhor do Brasil na Europa 2022

Mônica Valéria Merkt finalista do Prêmio Melhor do Brasil na Europa 2022

Data:

Notícias relacionadas

Nilópolis trava luta contra Aedes Aegypti

Nilópolis, um dos menores municípios do estado do Rio...

Um lar para os pets de Nilópolis

A Prefeitura de Nilópolis abriu sexta-feira (16/02) inscrições para...

De Piaf a Elis: música e dança flamenca no cinema

O espetáculo-filme "De Piaf a Elis: música e dança...
spot_imgspot_img

Mônica Valéria concorre na categoria de Melhor Profissional Brasileira na Área da Saúde da Europa.

Vidas pretas importam, o poder da mulher é grandioso. Em tempos sombrios, reforçar ideias de soberania e pertencimento ganham força e novos contornos. Prova disso é Mônica Valéria Merkt, uma brasileira que mora há anos na Europa, na Suíça. Profissional de grande valor, mãe de três filhas, psicanalista, vereadora e voluntária, e solo suíço, Mônica é tida por todas que a cercam como um exemplo de superação e devoção ao próximo.

Mulher preta e de origem pobre, nasceu na Baixada Fluminense, no Estado do Rio de Janeiro, e desde muito pequena aprendeu que não se deve abater pelos problemas, mas sim encontrar soluções. E a solução poderia estar na busca pelo aprendizado.

Sempre foi muito curiosa, muito jovem começou a se interessar por livros e estudos de psicanálise. Dessa forma, passava horas lendo sobre a mente humana. Com um gosto apurado e inteligente que sempre foi, começou a se interessar também pela filosofia, religiões e outras culturas.

Na busca por sua autoafirmação profissional e pessoal, já adulta, teve vários empregos, muito comum para quem busca uma liberdade financeira, e foi assim que obteve a sua primeira oportunidade de ir para a Europa. Culta, estudiosa e amante das ciências humanas, adquiriu um gosto apurado por estudar idiomas. Mônica fala fluentemente português, italiano, inglês e francês.

Através do seu estudo e na busca pelo conhecimento, obteve vários certificados e diplomas, tanto no Brasil como na Europa. Fez curso de manequim, de cabeleireira, estilista, gestão de empresas e etc. Além de estudar e se formar em psicanálise, profissão que exerce até hoje, estudou também litoterapia (medicina alternativa que usa as pedras, rochas e minerais, para reequilibrar o organismo), a geologia como base para a psicologia social, a filosofia das religiões, terapia em dependência química, arte terapia. “Algumas coisas estudei, porque me tocaram pessoalmente e outras coisas estudei como complemento à psicanálise”, diz.

Mônica revela ser uma pessoa muito grata à Suíça, o país que lhe acolheu. E como gratidão, exerce de forma voluntária o trabalho de conselheira paroquial, há mais de quinze anos.

Outra atividade que exerce de forma formidável, é o de ser vice-presidente da escola EMGB, uma escola de música para crianças e membro da Associação de empresas locais ADER.

Foto: Divulgação.

Em 2019, entrou para a política e desde 2020, é vereadora de Genthod, cidade onde mora. Em paralelo a estas atividades, Mônica consegue desenvolver seu trabalho de psicanalista integrativa, ou seja, uma psicanalista que trabalha com várias escolas para encontrar a origem dos problemas psicológicos e assim, amenizar os sofrimentos psíquicos dos seus pacientes.

Como toda profissional séria e engajada com a sua profissão, está sempre se reciclando, aprendendo e lendo tudo sobre o que há de novo sobre o seu ofício, complementando o seu saber com vários cursos.

Em 2020, quando o mundo parou por causa do COVID-19, observou o nascimento de um novo trauma psicológico na população europeia – a “Síndrome da Cabana”. O isolamento criou nas pessoas um problema psíquico grave, aumentou a procura pela psicanálise. Porém, como houve o isolamento, Mônica se reinventou, começou a cuidar dos seus clientes de forma “on-line”.

Através da internet, conseguiu continuar com o seu trabalho de forma eficiente, podendo ajudar tantas pessoas necessitadas. Com a finalidade de alcançar um maior número de pessoas, em pouco tempo criou uma plataforma com outros colegas e parceiros. Mônica criou uma clínica de psicanálise “on-line”, que atendesse tanto na Europa quanto no Brasil. “Tem patologias de origem tropical que somente um profissional que vem dessa área consegue analisar o seu paciente”, como é o caso do Brasil, segundo diz Mônica.

Por este motivo a idealização de uma plataforma digital e o trabalho via internet que tem ajudado muito as pessoas de todos os tipos, inclusive as que não têm condições de pagarem, mas que necessitam de tratamento.

Devido ao seu currículo profissional é que Mônica Valéria Merkt está concorrendo ao Melhor do Brasil na Europa, na categoria de melhor profissional na área de saúde. O evento ocorrerá no dia 25 de setembro, em Paris, e a organização é de Rafael dos Santos da High Profile Magazine e terá como mestres de cerimônia o apresentador Rodrigo Faro e a modelo, atriz e empresária Luíza Brunet.

 

Instagran:

 

@isandra.ch

@monicavmerkt

Comentários

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img