22 C
Rio de Janeiro
sábado, junho 15, 2024
CasaRegião MetropolitanaNiteróiNiterói diz não à violência contra a mulher

Niterói diz não à violência contra a mulher

Data:

Notícias relacionadas

Campanha “Agasalho a gente compartilha” é promovida pelo Instituto Assaí

Instituto Assaí, organização independente e sem fins lucrativos que...

Nilópolis e instituições parceiras inauguram a Sala Acolhedora

O prefeito de Nilópolis, Abraãozinho, inaugurou a Sala Acolhedora...

‘Nilópolis abraça o Rio Grande do Sul’

Nilópolis abraça o Rio Grande do Sul'. Este é...

Dia das Mães: Shoppings da ALLOS promovem ações de ‘compre e ganhe’

Mais do que uma data especial no calendário, o...
spot_imgspot_img

Ato organizado pela Prefeitura de Niterói relembrou os 16 anos da Lei Maria da Penha

A Praça Araribóia, no Centro, foi o local escolhido para um ato organizado pela Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres da Prefeitura de Niterói, a Codim, para protestar pelo fim da violência de gênero.
Vestidas de lilás, cerca de 80 participantes foram às ruas para relembrar os 16 anos da promulgação da Lei Maria da Penha, que criou importantes mecanismos para coibir a violência doméstica familiar contra a mulher.
“Apesar dessa conquista histórica,  ainda há muito o que fazer no enfrentamento à violência doméstica. Lançamos uma campanha este mês que promove a reflexão acerca da invisibilidade desta mulher que vive presa a uma relação abusiva”, disse a secretária de Políticas e Direitos das Mulheres, Fernanda Sixel.
Fernanda destaca que as ações da Codim foram ampliadas com mais uma porta de entrada na rede de proteção, o Programa Auxílio Social para mulheres em situação de violência.
“Tivemos um aumento de 96% nos atendimentos à mulher em situação de violência, no primeiro semestre no Ceam [Centro Especializado de Atendimento à Mulher Neuza Santos] em comparação com o mesmo período do ano passado, o que reflete que estamos no caminho certo e alcançando as mulheres que necessitam de acolhimento e fortalecimento. A violência doméstica, apesar de ocorrer no interior das residências, não é um problema da mulher, é um problema social e cabe ao poder público construir as estratégias de enfrentamento e as oportunidades para o rompimento com o ciclo da violência”, ressalta Fernanda Sixel.
As participantes exibiram cartazes e pediram o fim da violência de gênero. Ao final do encontro, cantaram “Maria, Maria”, de Milton Nascimento e fizeram uma roda de solidariedade. O ato terminou com uma salva de palmas.
Serviços de atendimento à mulher da Prefeitura de Niterói
Centro Especializado de Atendimento à Mulher Neuza Santos (Ceam)
Endereço: Rua Cônsul Francisco Cruz, 49, Centro. Telefones: 21 96992-6557 / 21 2719-3047 (whatsapp). Codim: 21 98321-0548.
Núcleo de Atendimento à Mulher (Nuam), piso G4 do Plaza Shopping Niterói, no Centro, de segunda a sábado, das 12h às 18h.

Comentários

Renan Xavier
Renan Xavier
Jornalista, Colunista deste portal, produtor de Rádio e TV e produtor e coordenador de produções na Real Mídia Produtora. Apresentador no Sistema Real de Rádios: Rádio Play, Rádio Mirandela Fm, Rádio Preferida FM, e outras rádio filiais, afiliadas e parceiras na rede. Técnico em TI, audio/ som e sites.

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img