26 C
Rio de Janeiro
quarta-feira, fevereiro 21, 2024
CasaRegiõesGovernoComissão Especial da Casa Civil pede esclarecimentos à contratados pela Fundação Ceperj

Comissão Especial da Casa Civil pede esclarecimentos à contratados pela Fundação Ceperj

Data:

Notícias relacionadas

De Piaf a Elis: música e dança flamenca no cinema

O espetáculo-filme "De Piaf a Elis: música e dança...

Viviane Araújo esbanja simpatia no camarote Inimigos do Fim

Neste Carnaval 2024, Viviane Araújo é Rainha do camarote...

Hotel Hilton realizará Reunião Geral do Clube Empreendedor Brasil neste sábado

  A Reunião Geral do Clube Empreendedor Brasil acontecerá no...
spot_imgspot_img

Nessa primeira fase dos trabalhos, mais de 300 pessoas foram procuradas; todas terão até cinco dias úteis para apresentar defesa

A Comissão Especial de Auditoria e Transparência criada pela Secretaria de Estado da Casa Civil para apurar os convênios e contratações da Fundação Ceperj já apresenta o primeiro resultado dos seus trabalhos. A comissão começou a enviar, nesta quinta-feira (11.08), e-mails a mais de 300 pessoas que constam na folha de pagamento de julho – que está suspensa – de projetos da fundação, para que demonstrem a regularidade da prestação de serviços.

Esse grupo foi identificado, nessa etapa inicial do cruzamento de dados, com algum acúmulo de vínculo em outros órgãos. Todos que foram procurados terão até cinco dias úteis para responder.

Além dessa iniciativa, os frutos dos trabalhos da Comissão Especial de Auditoria e Transparência se estendem a outras medidas. Na próxima semana, inclusive, a comissão apresentará o relatório preliminar de auditoria de 15 dias de atuação.

— Esse primeiro passo é fruto de um trabalho sério que a Comissão Especial vem realizando com muito empenho. A auditoria que está sendo feita é essencial para corrigirmos possíveis erros e fragilidades no processo de contratações na Fundação Ceperj — declarou o secretário da Casa Civil, Nicola Miccione.

As pessoas que receberam o e-mail terão que apresentar documentos que comprovem se houve compatibilidade de carga horária do cargo de origem e da função exercida no projeto relacionado à Ceperj. Caso seja constatada alguma irregularidade, o profissional poderá responder a processo administrativo disciplinar (PAD) no seu cargo de origem.

Comentários

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img