29.8 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, fevereiro 22, 2024
CasaEditoriasMobilidadeVocê já ouviu falar em cinetose?

Você já ouviu falar em cinetose?

Data:

Notícias relacionadas

Prefeito de Belford Roxo anuncia inaugurações de unidades de saúde

Saúde é prioridade. O prefeito de Belford Roxo, Wagner...

Nilópolis trava luta contra Aedes Aegypti

Nilópolis, um dos menores municípios do estado do Rio...

Orientações indispensáveis para curtir o carnaval com saúde

À medida que o carnaval se aproxima, a expectativa...

Hemorio e Carioca Shopping se unem em ação social

Nesta quinta-feira (8), o Carioca Shopping vai realizar uma...
spot_imgspot_img
Você já testemunhou, ou soube de uma história de alguém que se sentiu mal em um transporte público, seja ele um ônibus, trem, ou principalmente o metrô?   Muito provável que você tenha escutado alguma história do tipo.
No metro, por exemplo, frequentemente acontece casos de alguém se sentir mal e ter que apertar o botão de emergência, para solicitar a ajuda de um guarda.
Agora, imagina um vagão do metro cheio, e você sente alguém te empurrando, sendo que, na verdade, era uma pessoa que caiu, pois ficou inconsciente. Sim, isso acontece e aconteceu hoje em ao lado desse jornalista que vos escreve. O jovem que se sentiu mal foi aparado prontamente, pois já estávamos chegando em uma estação, quando aconteceu o fato, e logo foi atendido por um guarda.

Isso acaba sendo muito frequente nos transportes públicos, principalmente devido à Cinetose.

cinetose, também conhecida como enjoo de movimento ou mal do movimento, é caracterizada por  apresentar um quadro de náuseas, em pessoas que estão em movimentos em algum meio de transporte, em consequência de uma perturbação do sistema vestibular responsável pelo equilíbrio do corpo humano.

A cinetose surge quando o cérebro recebe informações desconexas dos sistemas vestibular, visual e proprioceptivo. Nessa doença, esses sistemas são “burlados”.
A cinetose pode causar, raciocínio lento, problemas de memória, visão desfocada ou duplicada, fadiga, sialorreia, nistágmon, sudorese, palidez, cefaleia, enxaqueca, vertigens, vômitos, náuseas.
Exitem algumas precauções que ajudam na prevenção da Cinetose, como evitar olhar para o lado quando o veículo em questão estiver se movimentando, não comer alimentos pesados momentos antes de partir, evitar viajar em pé, evitar ler enquanto estiver em movimento e entre outros.

Para um diagnóstico preciso, consulte seu médico de confiança.

Comentários

Renan Xavier
Renan Xavier
Jornalista, Colunista deste portal, produtor de Rádio e TV e produtor e coordenador de produções na Real Mídia Produtora. Apresentador no Sistema Real de Rádios: Rádio Play, Rádio Mirandela Fm, Rádio Preferida FM, e outras rádio filiais, afiliadas e parceiras na rede. Técnico em TI, audio/ som e sites.

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img