26 C
Rio de Janeiro
terça-feira, fevereiro 27, 2024
CasaBaixadaNilópolisNilopolitano traz técnica de transplante capilar de Turquia e Estados Unidos, que...

Nilopolitano traz técnica de transplante capilar de Turquia e Estados Unidos, que garante o fim da calvície

Data:

Notícias relacionadas

Instituto que ajuda pacientes de câncer sofre com alagamento

O grande temporal que assolou a baixada fluminense alagou...

Banco de Perucas Móvel visita o INCA

Em uma iniciativa que visa transformar o cenário de...

Plano de Segurança da Prefeitura de Nilópolis para o Carnaval Solidário é um sucesso

Única cidade entre os treze municípios da Baixada Fluminense...

Nilópolis inicia ano letivo de 2024

O ano letivo de 2024 iniciou nesta segunda-feira (19/2)....

Prefeito de Belford Roxo anuncia inaugurações de unidades de saúde

Saúde é prioridade. O prefeito de Belford Roxo, Wagner...
spot_imgspot_img

De acordo com o dado divulgado pela SBC (Sociedade Brasileira do Cabelo), em média 42 milhões de brasileiros são reféns da calvície. Dentro da mesma pesquisa, um número que chamou a atenção foi a quantidade de jovens, entre 20 e 25 anos que também sofrem com a queda capilar e, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o problema atinge metade dos homens com até 50 anos.

O termo conhecido também por alopecia androgenética gera desconforto e afeta a autoestima de muitos homens. Segundo especialistas, apesar da genética influenciar o desenvolvimento da queda, nem sempre ela é um fator determinante. Questões emocionais, como estresse e traumas, podem agravar o quadro.

Por ser estimulada pelo hormônio masculino testosterona, a alopecia androgenética é mais comum nos homens. Nas mulheres, o problema costuma aparecer durante a gravidez ou no período pós-parto. Para entender o ponto de partida da queda, o ideal é buscar ajuda médica.

O tratamento pode incluir remédios, mas por causarem efeitos colaterais, o transplante capilar é o método mais indicado para a recuperação dos fios. Alex Matarazzo, nascido e criado em Nilópolis, na Baixada Fluminense, é CEO da Matarazzo Transplante Capilar. A clínica começou em uma sala em Nilópolis e hoje está localizada na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro e com filial em Salvador, na Bahia. Alex enfrentou o problema ainda bem jovem.

“Com menos de 30 anos, eu já estava completamente calvo na parte da frente da cabeça. E isso me trazia muito incômodo. Procurei vários tratamentos até que me apresentaram o transplante capilar. Deu tão certo que as pessoas começaram a me perguntar o que tinha feito. Me interessei pelo assunto e criei a Matarazzo Transplante Capilar,” explica.

Foi a partir de uma necessidade pessoal que nasceu a clínica que já atendeu a uma infinidade de pessoas e muitos famosos, como o ator e cantor Mussunzinho(filho do ator e comediante Mussum), os cantores gospel Davi Sacer, William Nascimento e Jairo Bonfim, o cantor MC Smith, o comentarista esportivo da TNT, Vitor Sérgio Rodrigues (VSR), entre outras personalidades. A técnica utilizada é uma das mais procuradas para a reversão da calvície. O Transplante Capilar FUE (Follicular Unit Extraction). Primeiro o cirurgião faz a extração das unidades foliculares, separando-as de maneira individual. A técnica exige mais prática do cirurgião, isso reforça ainda mais as habilidades do especialista e a importância de escolher o profissional certo pois todos os folículos precisam ser transplantados de forma intacta, o que garante o crescimento total dos fios transplantados.

Outra coisa que vale destacar é que o cirurgião terá todo o cuidado na hora de posicionar os fios, pensando no formato do cabelo do paciente e em suas dimensões. Com essa avaliação, os resultados são muito naturais e positivos.
“Outra vantagem da técnica de Transplante Capilar FUE é a cicatrização rápida da área doadora. O paciente precisa de anestesia local mas é liberado no mesmo dia e a cicatrização total leva em média 10 dias”, diz.

A equipe é totalmente formada por profissionais da área de saúde e as cirurgias são feitas do começo ao fim por médico especialista, com equipamentos de última geração importados dos Estados Unidos e Turquia garantindo a naturalidade que não se vê em outras técnicas de transplante capilar.

“O mais importante é poder ajudar as pessoas a recuperar a autoestima. Os pacientes se tornam nossos amigos e sempre voltam para fazer uma visita, além de indicar outros que enfrentam o mesmo problema. Poder contribuir para que essas pessoas ganhem um novo capítulo na história, com mais confiança e felicidade, não tem preço”, conclui.

Imagem: Divulgação

Comentários

Renan Xavier
Renan Xavier
Jornalista, Colunista deste portal, produtor de Rádio e TV e produtor e coordenador de produções na Real Mídia Produtora. Apresentador no Sistema Real de Rádios: Rádio Play, Rádio Mirandela Fm, Rádio Preferida FM, e outras rádio filiais, afiliadas e parceiras na rede. Técnico em TI, audio/ som e sites.

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img