30.2 C
Rio de Janeiro
quinta-feira, fevereiro 22, 2024
CasaEditoriasSaúdeCarotenoides - tudo o que você precisa saber

Carotenoides – tudo o que você precisa saber

Data:

Notícias relacionadas

Prefeito de Belford Roxo anuncia inaugurações de unidades de saúde

Saúde é prioridade. O prefeito de Belford Roxo, Wagner...

Nilópolis trava luta contra Aedes Aegypti

Nilópolis, um dos menores municípios do estado do Rio...

Orientações indispensáveis para curtir o carnaval com saúde

À medida que o carnaval se aproxima, a expectativa...

Hemorio e Carioca Shopping se unem em ação social

Nesta quinta-feira (8), o Carioca Shopping vai realizar uma...
spot_imgspot_img

Texto elaborado e escrito pelo nutricionista Vinicius Oliveira

Imagem fonte: http://cienciaseviver.blogspot.com

Esse termo “carotenoides” se aplica a uma classe de pigmentos naturais, sintetizados pelas plantas e algas e são os responsáveis pelas tonalidades amarelo, alaranjado e vermelho nos alimentos. São os compostos bioativos dos alimentos.
Os carotenoides de destaque são: β-caroteno, α-caroteno, β-criptoxantina, luteína, zeaxantina e licopeno são responsáveis por aproximadamente 90% das concentrações plasmáticas desses compostos bioativos. São os principais carotenoides presentes na alimentação
O nosso organismo não é capaz de sintetizar os carotenoides; assim, frutas e hortaliças constituem suas principais fontes.
Os carotenoides não estão livres nos alimentos, estando associados a proteínas, fibras, para que ocorra absorção, é necessária a sua liberação, que pode ocorrer durante os processos como a mastigação, porém também podemos facilitar com a forma de preparo, por exemplo a cocção (cozinhar). Destacando que os carotenoides são lipossolúveis, podemos potencializar sua absorção se associado a gorduras, como o azeite.

Exemplos de alimentos fontes de carotenoides: cenoura, tomate, laranja, manga, abóbora, morango, romã, milho, couve, rúcula, espinafre, agrião.

E quais são os benefícios?
Fonte de pró-vitamina A, capacidade antioxidante, filtração da luz solar, proteção da pele, redução do risco de degeneração macular, facilitação da comunicação celular e atuação no sistema imunológico, também apresenta relação na prevenção de alguns tipos de câncer.

Uma observação importante é que em casos de pessoas que consomem elevadas quantidades de carotenoides pode ocorrer um quadro clínico chamado de carotenemia. Caracteriza-se por coloração amarelada da pele, não associada a qualquer condição deletéria à saúde. A carotenemia é facilmente revertida com redução da ingestão de carotenoides. Porém não é comum o consumo de quantidades que apresentem esse quadro clínico.

Nutricionista Vinícius Oliveira
CRN4: 16100128
Pós-graduado em nutrição esportiva, nutrição clínica e fitoterapia
Instagram: vinioliveira_performance

Comentários

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img