21 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, julho 15, 2024
CasaCultura / ArtesCarnavalSérie Ouro abre Carnaval da Sapucai

Série Ouro abre Carnaval da Sapucai

Data:

Notícias relacionadas

spot_imgspot_img

Porto da Pedra e União da Ilha largam na frente pela disputa do título.

Primeira noite de desfiles foi desenhada na concentração.
Ja dava para sentir o peso de cada desfile pelos carros alegóricos.

A Em Cima da Hora fez uma linda e leve abertura reeditando samba de 84 “Destino Dom Pedro I”.
Infelizmente, ja na dispersão uma criança de 11 anos ao tentar subir no carro da escola se acidentou gravemente e atrasou todos os demais desfiles.

A Cubango fez um bom desfile, falando da atriz Chica Xavier e, agradou o público.

Terceira agremiação a entrar na avenida, a Unidos da Ponte homenageando Irmã Dulce veio como uma mensagem de fé contando o lado humano da santa brasileira.
Até o meado do desfile tudo ia bem, ai o portão que marca final do desfile emperrou. Não abria e a escola foi obrigada a segurar.

Porta Bandeira Camilla Nascimento, da Ponte, cai em frente cabine dos jurados.

Quando o problema foi sanado ja era tarde. A escola correu, harmonia e evolução se perderam formando muitos clarões. A Ponte acabou estourando 1 minuto do tempo regulamentar.

Mestre Pablo diretor de bateria da Porto da Pedra vestido de Tigre.

Quarta escola da noite, a Unidos de Porto da Pedra mostrou que Carnaval pode ser ganho desde a concentração sim. O tigre de São Gonçalo rugiu alto e apresentou o desfile mais coeso da noite.
Bateria perfeita do alegre Mestre Pablo, Casal de Mestre sala e Porta Bandeira com bailado nota 10.

O Tigre , símbolo da escola, presente no Abre Alas da Porto da Pedra

 

A escola que homenageou Mãe Stella de Oxossi,uma das matriarcas do Yle Ase Opon Ofonja, brincou na avenida e é a favorita da primeira noite.

Quinta escola, e a mais aguardada da noite, a União da Ilha do Governador entrou com todo luxo e garra esperados .
Nossa senhora Aparecida muito bem representada em fantasias de fácil leitura falando inclusive do sincretismo religioso onde ela vira Oxum.
A bateria inovou com barulhos de sinos de igreja nas paradinhas.
Confirmou favoritismo e vai lutar pelo titulo.

Unidos de Bangu – Imagem: Jacke Alves

Sexta a pisar na passarela do samba, a Unidos de Bangu contou a vida do polêmico bicheiro Castor de Andrade. A agremiação mostrou o lado poético, carnavalesco e apaixonado poe futebol dessa figura do mundo do samba.
Com enredo de fácil compreensão, a escola passou bem na avenida. Fez também várias paradinhas homenageando o maior amor de Castor, a Mocidade Independente de Padre Miguel.
O destaque foi ver o primeiro mestre sala vestido de Castor e ver a união de duas forças da zona Oeste: Bangu e Mocidade.

A Unidos estourou também o tempo regulamentar. Foram 3 minutos, décimos importantes que podem prejudicar a escola.

Um fato que chamou atenção da nossa equipe foi a  falta de respeito do público com a Académicos do Sossego. Última a desfilar, entrando as 6:39 da manha com Sapucai praticamente vazia.Mesmo assim os componentes entraram com garra falando das visões Xamanicas. A escola representou bem o enredo e a luz do dia não prejudicou a plástica do desfile.

Comentários

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img