26 C
Rio de Janeiro
terça-feira, fevereiro 27, 2024
CasaCultura / ArtesCarnavalHistórias de Carnaval: Tem Gaucho no samba Tchê!!!

Histórias de Carnaval: Tem Gaucho no samba Tchê!!!

Data:

Notícias relacionadas

spot_imgspot_img

Chico é o gaúcho mais carioca que já vimos. Amante do Carnaval e conhecedor da cultura, sua história vale a pena ser contada.

Nascido Francisco Teixeira, esse gaúcho de 41 anos de Pelotas(RS) é a personificação que a cultura do Carnaval rompe barreiras no Brasil. De que a festa popular não brilha só no RJ e SP, mas em outros estados do país

Professor de Física, Chico (como é conhecido) se realiza como parte do mundo carnavalesco. Ele nos conta que vem de família este amor:

” Fui criado dentro de barracão de Escola de Samba aqui em Pelotas. Cresci e jamais abandonei a festa. Aqui, fui de tudo, de empurrador de carro a diretor de carnaval, de ritmista a vice presidente.”

 

Com os Compositores do samba da Imperadores do Samba

Hoje ele também é compositor de samba enredo e, em 2022 venceu a disputa e verá seu samba na passarela de Porto Alegre. Ele também toca Cuíca na bateria da Cova da Onça( escola de Uruguaiana- RS).

 

Nossa produção conheceu Chico há uns anos atrás, nas arquibancadas da Marquês de Sapucai com a esposa, no meio da Torcida Soberanos. Sim nosso personagem é torcedor da Deusa da Passarela e, junto com sua companheira de vida dividem o amor pelo filho Malê e pela Beija Flor de Nilópolis.

Ele que já foi componente da sua Beija Flor, também desfilou na Caprichosos de Pilares, Estácio de Sá, Renascer de Jacarepagua, Imperatriz Leopoldinense e Viradouro conta que é pé quente pois participou de 4 desfiles campeões e, que sua vida se funde com o ritmo do carnaval.

Daiane Molet e Francisco a caminho da Sapucai

 

Perguntado qual foi o melhor presente que o Carnaval lhe deu, Chico aponta com brilho no olhar pra sua esposa Daiane. Uma linda história de amor embalada pela folia:

Foi num carnaval aqui em Pelotas que conheci minha companheira, num dia em que não desfilei num bloco por não ter comprado a roupa. Fui então para um bar esperar a dispersão do bloco e lá conhecei ela. De lá pra cá estamos juntos. Anos mais tarde, após um desfile do Bola Preta seguido por um desfile na Renascer de Jacarepaguá, desconfiamos que estávamos grávidos. A confirmação veio por um teste feito a poucos metros da Sapucaí numa manhã de domingo de carnaval. O amor, o carnaval e a minha família são praticamente uma coisa só”.

Depois de saber dessa história nem precisamos dizer a enorme importância do carnaval para ele né?

Desfilando na Marquês de Sapucai

O pensamento de Chico com certeza é o mesmo de todos os foliões do mundo:

“Carnaval é um movimento, cultura, arte, sabedoria, encanto e trabalho.
Eu tenho a impressão de que são naqueles dias de festa que a gente tem a oportunidade de ser quem somos de verdade. Nos outros 360 dias a gente se traveste de alguma coisa que usamos só enquanto o próximo carnaval não chega.”

 

Durante a pandemia, o mundo do samba parou, mas agora o confete 3 a serpentina estão de volta.

Querido Chico, o mundo do samba agradece e aplaude pessoas como você que respeitam, amam, divulgam o movimento e não cansam de gritar ao mundo que o carnaval é arte, sabedoria, resistência e que nunca morrerá.

Comentários

Cristiane Braga
Cristiane Braga
Coordenadora da Redação do Portal RJ4,Jornalista ,Produtora de Eventos,Tv e Rádio, Cris é uma carioca apaixonada pela profissão e pelo Carnaval. Atua no setor desde 1994, quando tinha apenas 15 anos e descobriu sua vocação. Formada desde 2001 pela UGF como Bacharel em Comunicação Social. Além dos afazeres jornalísticos, ela é Manager da Cris Mattos Assessoria de Comunicação

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img