28.2 C
Rio de Janeiro
sábado, maio 18, 2024
CasaCultura / ArtesCarnavalHistoria de Carnaval: Da Passarela para os Bastidores da folia

Historia de Carnaval: Da Passarela para os Bastidores da folia

Data:

Notícias relacionadas

spot_imgspot_img

Nem só de famosos vive a folia, os personagens da comunidade brilham tanto ou mais que eles.

O dia mal clareou e ela nem dormir ainda foi. Esta la naquela quadra vazia que ela chama de lar enrolando bandeira, guardando faixa, tendo certeza que seus pupilos chegaram bem em casa.
Essa rotina acontece a cada ensaio, a cada evento, a cada desfile porque quando se trata da Beija Flor de Nilópolis ela se agiganta e transborda de amor por esta agremiação. A personagem do Histórias de Carnaval de hoje é a presidenta da torcida oficial da Deusa da Passarela, Guisela Duarte.

 

Ela divide sua vida entre seu Ateliê de produtos sublimados e costura com a vida de mãe de Porta Bandeira (a jovem Ana Clara) Sem falar na correria com a torcida que é diária.

Guisela que ja foi diretora de ala da Beija Flor e membro de seu Departamento Feminino, se encontrou junto a Soberanos e a ela dedica o melhor de sí.

Guisela em ação com a torcida

 

O carnaval é mágico. Graças à ele muita gente realiza sonhos e com nossa personagem não seria diferente.

O Carnaval pra ela é exatamente o desfile das Escolas de Samba. Guisela se declara apaixonada por isso.
É arte, cultura, paixão, devoção, responsabilidade, renovação, empenho, fonte de renda pra muita gente… carnaval é a melhor época. Pra mim carnaval dura 10 meses no ano” nos conta a líder da Soberanos.

Revirando as memórias de Guisela encontramos os dois momentos mais marcantes dela na folia.

Olhar pra Sapucaí e ver as bandeirinhas (30 mil) tremulando ao mesmo tempo na Marquês de Sapucaí, sem dúvida é uma emoção saber que consegui organizar algo tão grande.“- nos revela ela.

Com a filha Ana Clara na Lins Imperial

O outro momento marcante foi  poder entrar de mãos dadas com sua filha Ana Clara no primeiro desfile de sua vida, aos 6 anos de idade, pela Beija Flor de Nilópolis. Aliás sua filha é o mais belo fruto que o Carnaval lhe deu.

“Com a volta da folia, pós pandemia, mais uma vez farei um trabalho a altura da Beija-Flor, com todo empenho e dedicação. Mas ele só termina no dia do desfile da Mirandela. Esse ano, terei uma experiência nova, vendo minha filha estrear na Sapucaí como 3a porta bandeira da Lins Imperial. “- nos conta emocionada.

A Torcida Soberanos Beija Flor é atuante em tudo da agremiação. Nossa entrevistada formou um exército de voluntários apaixonados pelo samba, que amam a escola e por ela tudo fazem.

Entregar bandeirinhas, empunhar faixas e bandeirolas, prestigiar eventos nas co- irmãs, para ela e seus amigos é um trabalho de amor e muita alegria, porque estar nos bastidores cuidando do espetáculo nas arquibancadas também é se tornar protagonista neste mundo da folia.

 

 

Comentários

Cristiane Braga
Cristiane Braga
Coordenadora da Redação do Portal RJ4,Jornalista ,Produtora de Eventos,Tv e Rádio, Cris é uma carioca apaixonada pela profissão e pelo Carnaval. Atua no setor desde 1994, quando tinha apenas 15 anos e descobriu sua vocação. Formada desde 2001 pela UGF como Bacharel em Comunicação Social. Além dos afazeres jornalísticos, ela é Manager da Cris Mattos Assessoria de Comunicação

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img