26 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, abril 22, 2024
CasaBaixadaNilópolisNilópolis: Jovem acusada de matar atriz pornô a facadas é presa pela...

Nilópolis: Jovem acusada de matar atriz pornô a facadas é presa pela polícia

Data:

Notícias relacionadas

Equipe de Taekwondo da Casa da Luta Nilopolitana conquista Campeonato CFT

A equipe de taekwondo da Casa da Luta Nilopolitana...

Casa Escrevivência Conceição Evaristo recebe representantes de Nilópolis

Já imaginou conhecer cada detalhe da história do passado...

Parque do Gericinó terá domingo com grandes atrações

Este domingo, 7 de abril, o Parque do Gericinó...

Circuito Delas terá participação de 500 mulheres

O jornal A Voz dos Municípios informa que a...

Nilópolis entrega 300 cartões recomeçar aos moradores atingidos pelas chuvas

A Prefeitura de Nilópolis, por meio da Secretaria Municipal...
spot_imgspot_img

Policiais da 57ª DP (Nilópolis) prenderam, nesta segunda-feira, no Centro de Nilópolis, na Baixada Fluminense, a jovem Vitória Roberta Alves da Silva, de 19 anos. Ela é apontada como autora do homicídio da atriz pornô Luane Honorio de Souza, conhecida como Aline Rios. O crime aconteceu em maio de 2020, e a vítima acabou morrendo três meses depois, aos 28 anos, após um longo período internada no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias, também na Baixada.

Luane e Vitória eram colegas há anos. Depoimentos colhidos à época do crime apontaram que, preocupada com a situação financeira de Vitória, Luane convidou a jovem para morar na casa dela, em Nilópolis. Quando foi atacada, as duas dividiam o imóvel havia apenas cinco dias.

Horas depois de agredir, apedrejar e esfaquear no pescoço a atriz, Vitória vendeu pertences da vítima. Ela foi vista no Centro de Nilópolis oferecendo um secador de cabelo, uma chapinha e um aparelho de micro-ondas que eram de Luane.

A investigação indicou que a discussão entre as duas pode ter começado por questões financeiras. Tia da atriz, a empresária Marcele Tolentino, de 39 anos, disse crer que as agressões foram motivadas pelo fato de Vitória acreditar que Luane teria R$ 500 guardados em casa.

Aos agentes, a jovem chegou a assumir o crime, mas alegou ter agido para se defender. Nesta segunda-feira, mais de um ano após o ocorrido, foi cumprido um mandado de prisão preventiva contra ela. Segundo a polícia, Vitória tem passagens por tráfico de drogas e furto de veículo.

Vitória admitiu o crime, mas disse que apenas se defendeuVitória admitiu o crime, mas disse que apenas se defendeu

 

Fonte: O extra

Foto: Reprodução

Comentários

Inscreva-se

- Nunca perca uma notícia com notificações ativas

Últimas notícias

spot_img